segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Sobre portas trancadas

Eu me fecho e tranco a porta. Nunca jogo a chave fora. Sei bem onde ela fica. Mesmo assim, não tiro essa armadura. Fico com e mantenho distância... Presa no meu próprio mundinho. E me iludo, por achar que estou protegida. Nem sempre isso é um escudo, é mais uma prisão. Mas um dia eu destranco a porta. Quem sabe...
       
{Tanmi}

8 comentários:

Janete Andrade disse...

quantas vezes nos trancamos dentro de nós mesmos, acreditando que assim estaremos protegidos do mundo... :x

:*

Mary West disse...

Cada frase deste texto reflete o meu interior. Sim, há muito tempo ando trancada, acho que perdida até.

Dany disse...

Tente abrir a porta para o mundo, para o que há de vir... só vivendo, só experimentando é que você saberá o que é bom, o que é essencial e verdadeiro, o que veio pra ficar!
Bjs

Victor Manfredine disse...

é o que digo sempre pra minha consciência aki:
- sei bem o que vc quer.
entendo todos seus motivos.
mas vou guardar bem o meu tesouro.
tipo, caso vc esteja mentindo..

(marta entre parênteses) disse...

ah dona tammi, eh tanta dor se trancar, da trabalho, cansa, e no final das contas o gosto de viver fica amargo e sem graça, rotineiro e sempre faltando algo.
o gostoso mesmo eh viver.. e mesmo q se machuque..nada ser tao maior do que a vontade de viver de verdade.. com pura sinceridade...

;*

(**o link ta errado, mas vc conhece o caminho. ;*)

Victor Manfredine disse...

foi mal pelo coment aí em cima.
ficou realmente muito filosófico.
o que quis dizer é q a gente sempre foge de situações e tranca a porta, muitas vezes com medo das consequÊncias.
mas um dia a gente destranca a porta então..

Nathállia Motta disse...

ai que lindo seu blog 1° vez que venho aqui e amei mesmo!
será que vocÊ pode mi falar onde vc conseguiu esse layout?!
bejos
ótimos desabafos! =D

neojoy disse...

primeira vez que venho aqui e gostei. ótimas distrações. ;) vou gravar seu link no meu blog pra vir mais aqui. ;) falows