sábado, 30 de agosto de 2008

Prazo de validade

Um amor eterno que se perde na eternidade da indiferença
Aquele brilho no olhar que já não existe mais
O coração desacelera
No compasso que antes parecia infinito
Um sorriso que se fecha
À menor sensação de descontentamento
Já não existe o carinho de outrora
As longas conversas começam a ficar monótonas
Pessoas que separam pessoas
E as relações parecem não resistir
Cada momento juntos

Se perde na memória
Mal recordam se foram felizes
Não imaginavam que havia prazo de validade
E esse parece ter vencido
E vem a pergunta do tempo perdido
Perdido com alguém que foi embora
Em boa hora?
Na hora de ser esquecido.
     
{Tanmi)
       
'Atreve-se o tempo a colunas de mármore, quanto mais a corações de cera! São as afeições como as vidas, que não há mais certo sinal de haverem de durar pouco, que terem durado muito.'
     
{Padre Antônio Vieira)

12 comentários:

Marcelo Martins disse...

Um amor de verdade não tem prazo de validade.
Ele apenas solidifica-se com o passar do tempo.
Segundo a ciência quântica, a paixão sim tem prazo de validade, que varia de 2 meses á 2 anos, mas o amor não...
Se for um amor verdadeiro, se você encontrou mesmo quem te completa, irá amá-lo para o resto da sua vida, estando com ele ou não...
E olha que sei do que falo.

Beijinhos

Dany disse...

Lindo texto... perfeito!! Amei mesmo... tão sensível e tão verdadeiro!!
A foto então, nem se fala!
Bjs

Lilah disse...

pois eh Tanmi.
infelizmente paixão tem prazo de validade.


beeeijo flor !

Marcelo Martins disse...

E acho que você é muito novinha ainda para pensar em amores verdadeiros,rs.
Com certeza o amor da sua vida já nasceu, e quando for a hora certa a vida irá lhe apresentar ele da forma amis inesperada possível.

Beijinhos =)

Janete Andrade disse...

tudo se modifica com o passar do tempo... nada escapa à transfiguração do tempo. desconheço algo imune ao poder do tempo!
e acredite até mesmo o amor se curva diante do tempo.
já dizia machado de assis ' nós matamos o tempo, mas ele nos enterra. '

;**

Marcelo Martins disse...

Tanmi, o selo que eu não entendi foi o que você deu pra mim, não dá pra ler o que está escrito nele mas é plasticamente belo.
Em relação ao seu comentário em um post meu, acho que te confundi com outra blogueira.
Cabeça de vento o tapaz, liga não.
O post que me referia falava das mulheres e a sua forma de ver os homens.
Foram dois na verdade.

Beijos

Marcelo Martins disse...

Hahaha, valeu. Gostei das suas respostas.
Realmente a teoria é beeeem diferente da prática, mas de qualquer forma as suas teorias são bem legais,rs.

Bj

Teresa disse...

pq não era amorrrr

era paixão.

e paixão acaba mesmo.

=***

Victor Manfredine disse...

ééééé.
mas a gente deve seguir aquela voz do interior sabe..
pq ela acerta mais do que erra.
daquele papo lá ^^
de que todo amor verdadeiro
dura o tempo necessário
pra se tornar inesquecível.
;;
ps.: mas se é verdadeiro,
pq acaba?
=] o/

Flá Costa * disse...

Mulher
estou virando leitora assídua do seu blog.
AMO os poemas.
São ótimos.
da onde vem tanta inspiração?

beijuco

Mary West disse...

Devemos lembrar que as vezes é sim um encontro de almas cara, nem otempo apaga certas coisas. ;)

(marta entre parênteses) disse...

apesar d tudo
eu ainda acredito no amor que não acaba e resite. que alem de tudo enfrenta e supera a dor, as fases, as feridas e as expectativas frustradas.

;*.linda

brigada pelo preseeeente
;*