terça-feira, 23 de setembro de 2008

Medo do escuro

Dificuldades de adaptação
Possível fracasso
Medo da perda
De não encontrar o que procura
Medo de não se encontrar!
Medo de ser machucada
Medo de sentir amor
(demais)
Medo de não sentí-lo
E de se fechar
Medo de sorrir
E parecer fácil de envolver
Medo de chorar
E descobrir-se frágil
Medo de não ser inatingível
(como pensa ser)
Medo de confiar demais
Medo da decepção
Medo de gritar
E não ser ouvida
Medo de calar
E sufocar as palavras
Medo da tristeza
Até de ser feliz demais
De agir em vão
De levar um não
De se expor
De se pôr em julgamento
Medo do que não vê
Do futuro que não pode prever
Medo do que há por trás do muro
Medo do desconhecido
Luz apagada
Medo do escuro!
   
{Tanmi}

6 comentários:

*Raíssa disse...

Adorei o texto!

O ser huamno tem tantos medos que às vezes esquece quais são e continua sentindo sem saber direito o porquê.

Beijos

Marcelo Martins disse...

Tanmi, eu MORRO de medo do escuro!!!
Nunca durmo sem alguma luz acesa em algum lugar da casa.
Sei lá, sinto-me desconfortável em um ambiente negro, preciso enxergar o que acontece ao meu redor sempre...

Beijos meus

J. Andrade disse...

medo de me entregar a tudo, de me decepcionar, da incerteza do amanhã... mas vejo q o medo às vezes atrapalha, às vezes rouba da gente o q poderia ter sido feito e não fizemos por medo... ;C

=*

Nathália disse...

Se vivemos em função do medo, nunca sairemos do lugar.
E não há nada mais triste do que isso. Essa imobilidade.

ღ mey ♥¨`*•.¸¸.•*´¨♥ღ disse...

apesar de ter achado o texto bom e bem escrito, não gosto de falar de medos, para não atraí-los... bjs

Mary West disse...

Achu que o medo faz bem sim, nos torna humanos.